Brincando de Boneca – Resenha sobre Cabides

Quando se monta o enxoval, além das roupinhas lindas, é importante pensar em como vamos guardá-las. Temos que otimizar espaços e, ao mesmo tempo, deixar tudo bem visível, porque são roupas de diversos tamanhos que precisam ser observadas – e testadas (do dia pra noite passam a caber, é assustador, rs).

Além das roupinhas, são milhares de fraldas, mantas, cueiros e utensílios que vão fazer parte do seu dia-a-dia. Então, organização é necessidade!

Eu amo organizar um armário, então tiro de letra! Sou eu quem guarda TODAS as coisinhas da minha princesa. A minha babá querida ajuda em muita coisa, mas eu faço questão de ter essa função.

Pra ter um closet funcional, a dica número 1 é ter cabides padronizados. Com tudo na mesma altura, fica fácil de ter noção exata dos tamanhos.

E eu testei algumas opções!

Mesmo o mais recomendado tem o seu porém e eu venho contar aqui o porquê.

1- Os primeiros que comprei e ganhei foram esses clássicos, fofinhos e gordinhos (os da direita, na foto abaixo).

São uma graça, feitos de algodão e forrados com cada estampa mais bonitinha que a outra. Acomodam bem as roupas, não as danificam, maaas ocupam muito espaço!

2- Depois, testei uns lindíssimos, de pérolas. Achei tão feminino e chique, que não resisti!

E gostei, viu… eles são pequenos, logo acomodam bem as roupas de bebê, embora não sejam tão macios quanto os anteriores. Ocupam menos espaço também.

3- Mas os mais indicados mesmo, para qualquer idade (até para adultos), são os cabides velvet. Como o nome sugere, são de veludo, logo, gentis com qualquer tecido. E são bem fininhos, ocupando pouco espaço.

Tem na versão masculina também!

São ótimos realmente e vou seguir com eles quando a Angela for crescendo, maaaas pra bebê pequeno não acho que sejam os melhores. Por quê? Porque o tamanho e layout deles, mesmo sendo infantil, são grandes para algumas roupinhas e podem acabar esticando demais as mangas. Ainda bem que não me desfiz dos outros, porque acabaram sendo necessários!

A roupinha que está no cabide de pérolas, por exemplo, é pequena, tem a manga estreita e não ficaria bem acomodada no cabide de veludo, que tem as laterais altas.

E por último, esse cabide fofo que hoje está no armário da minha filha e que foi da minha mamãe quando bebê… recordações que são verdadeiras relíquias! ❤

Anúncios