Exames do Pré-Natal – Fazer ou Não Fazer o NIPT?

Retomando o blog, cheia de ideias e assuntos novos.
Ainda há viagens incríveis a publicar… tudo pronto pra sair da gaveta. Juro pra mim mesma que dessa vez sai!
E agora, vou tratar da pauta "maternidade" em primeira pessoa!
Já tinha postado algumas coisas aqui a partir da experiência de amigas, mas hoje, na condição ainda de puérpera (rs), pretendo dividir ideias e dicas desse universo mágico, instigante, cheio de sentimentos e questões.
Percebo hoje uma tendência de muita gente se "profissionalizando" a partir da sua experiência – seja a noiva que vira cerimonialista, a mãe que vira decoradora de festa, a que monta curso de amamentação, a ex gordinha que vira guru fitness e assim vai… Mas a intenção não é essa!!! Não critico quem segue esse caminho, mas só quero dizer que minha proposta é bem despretensiosa. Quero apenas dividir minha experiência, recém iniciada como mãe e, como se pode imaginar, permeada (diariamente) pelas dúvidas mais elementares.
Alugo as amigas mais experientes com todo tipo de assunto (enxoval, hora do sono, vacinas, etc), sempre dou uma fuxicada nos grupos de mães dos quais participo, "stalkeando" as dúvidas alheias (que passam a ser minhas também), o pediatra já está nos favoritos do meu WhatsApp, sem falar nos blogs descobertos a partir das infindáveis pesquisas no Google (essas que geram, ainda, sugestões de perfis no facebook e instagram). E assim continuarei seguindo… pesquisando, aprendendo, testando o que funciona pra mim e achando o meu caminho. Espero poder ajudar!
Pra começar, vou falar de alguns exames do pré-natal.
A gravidez foi uma fase deliciosa, mesmo tendo enjoado no início e ficado exausta no final. A melhor coisa que me aconteceu, me sentia especial por carregar uma vida, por ter dois corações batendo no meu corpo e amava ver as mudanças em mim (sem falar nos chutinhos tão deliciosos).
Desconhecidos sorriem na rua, o cabelo fica bonito, chovem elogios, excessos são permitidos e você vive cercada de gentilezas! Muitos mimos!!!

Curti tudo que pude, com a intensidade que me é peculiar, rs. Milhaaaares de fotos, de compras, de ultras (muito mais do que as necessárias), um lindo chá de bebê, enxoval caprichado com muitos looks lindos pra minha It Baby (rs), um quartinho de princesa, scrapbook todo enfeitado, fornecedores para detalhes da maternidade, enfim, tudo o que tive direito e mais um pouco! Vou contar tudo aqui…

  • Eu engordei 11kg. Acho que foi pouco, considerando minha altura (1,77m)… o fato de ter enjoado no início e emagrecido 3kg contribuiu também.


Cheguei a me consultar com uma nutricionista, mas não consegui me privar de nada do que eu gosto (o que inclui muitas besteiras) e seguir um plano alimentar, especialmente na época dos enjoos, quando meu apetite era praticamente NENHUM.
Com a falta de apetite inicial e o alto consumo de ferro pelo bebê, é bastante comum ter anemia durante a gravidez, o que justifica uma complementação de ferro, conforme prescrição médica.

  • Durante esse período, fiz 9 ultras e podem ter certeza que eram os dias mais aguardados e felizes! Ainda mais com a filha exibida que sempre apareceu fácil pra mamãe aqui… a cada consulta, um palpite com quem ia se parecer e o papai ganhou de lavada! Mas depois que nasceu, as opiniões foram se dividindo, rs… (precisava deixar registrado!)

As ultras mais importantes são a da translucência nucal, por volta da 13ª semana, e a morfológica, perto da 22ª semana.

  • A translucência mede a quantidade de líquido na região da nuca do feto, sugerindo se há alguma doença genética, malformação e até cardiopatias. Se for feito depois da 14ª semana, fica mais difícil medir esse espaço, que deixa de ser transparente em ultra-som. Na mesma oportunidade, também é medido o osso nasal, que, em caso de ausência, também pode sugerir alguma síndrome.

 

  • A ultra morfológica é um exame bem mais demorado (e caro), porque analisa uma série de características do feto e placenta, como formato e medidas da cabeça do bebê, rosto pra verificar se há fenda palatina, coluna, órgãos, quantidade de líquido amniótico, fluxo sanguíneo e mais um monte de detalhe.

(Eu também fiz ecocardiograma fetal pra confirmar a inexistência de doença cardíaca.)

(Não fiz curva glicêmica, porque a glicose sempre esteve sob controle.)


Dos exames de sangue, além do acompanhamento regular para hemograma e índices de glicose, ferro, ureia, colesterol, etc, tem o beta HCG (para confirmação da gravidez, que eu nem fiz porque fui direto pra ultra depois do exame de urina). Eu acabei fazendo o exame da sexagem (sou ansiosa) e também o NIPT.

  • A sexagem pode ser feita a partir da oitava semana. É um exame desnecessário para quem precisa racionalizar as despesas. Tem quem opte por não fazer pra ter a emoção da descoberta na ultra, o que pra mim nunca foi um argumento. Surpresa mesmo, pra mim, seria esperar pra descobrir no nascimento, rs. Exame por exame, eu fiz o de sangue logo e foi a maior emoção do mundo! Crise de choro e riso, tudo misturado. Meu marido viu primeiro (ficamos atualizando o site do laboratório a cada minuto, dividindo uma ansiedade gostosa) e me deu a notícia emocionado, dizendo que nossa menininha estava a caminho. Claaaaro que qualquer sexo seria bem-vindo e extremamente amado, mas nunca escondemos nosso sonho de ter uma princesinha.

 

  • O NIPT é um exame mais recente e com um custo bem elevado. A sigla quer dizer "non-invasive prenatal testing" e, a partir do sangue da mãe, se pode extrair o plasma do embrião e checar algumas síndromes. Ele pode ser feito a partir da 10ª semana de gestação e também traz a confirmação do sexo (ou seja, super podia ter esperado 2 semanas pra confirmar o sexo no NIPT em vez de fazer também a sexagem, mas a minha ansiedade é crônica! Rs)
    Podemos dizer que o NIPT antecipa o que se vê na ultra da translucência e acaba sendo até mais preciso.

Eu ouvi muito durante a gravidez: mas por que você vai fazer esse exame? Mudará alguma coisa pra você?

A resposta é: lógico que não!!!! Mas, assim como fazemos as ultras para checarmos se está tudo bem, a medicina nos proporciona mais esse recurso e por que não aproveitar? Por ser caro, realmente vale a pena avaliar se é uma prioridade. Mas havendo disponibilidade financeira, acho que vale. Muita gente pensa que a partir da confirmação tão precoce de alguma doença, quem faz o exame estaria predisposto a um aborto. Mas eu penso que este exame traz alívio precoce para os pais ou, em caso da confirmação de alguma doença, a oportunidade de se preparar melhor, desde mais cedo, para eventuais dificuldades que possam surgir.

Sem dúvida, pra mim, melhor saber se haverá alguma variável o quanto antes e com um percentual maior de acerto no diagnóstico.
Além disso, a partir do NIPT, as futuras mamães cujos bebês tenham alguma indicação, podem ser poupadas de exames mais invasivos para confirmação de doenças (como a amniocentese), por se tratar de um simples exame de sangue.
Aqui no RJ, fiz meu exame na CliniSul, na torre do Shopping Rio Sul (telefone: 2543-1355). O tempo de envio do material pra o exterior e resultado foi de apenas 1 semana.
Aqui segue um vídeo esclarecedor do Laboratório Gene explicando como se extrai o material genético do feto somente pelo sangue da mãe:

Anúncios

8 comentários em “Exames do Pré-Natal – Fazer ou Não Fazer o NIPT?

  1. Arrasou, Dona Dica! Adorei o post! Adorei o tema (super concordo em optar por fazer este exame!)! E, principalmente, a forma como você escreve! Maravilhosa! Parabéns! Vê se não demora pra fazer o próximo post! ❤️

  2. Adorei! São tantas as dúvidas e descobertas… cada fase novos desafios e muitas, mas muitas dúvidas! Esse 1 ano de maternidade tem sido realmente deliciosamente desafiador.

  3. Eba!!!! Dona Dica está de volta!!! Adorei o texto!! Aprendi coisas que nem sabia… hahaha…. sou mãe mais antiga, quando a medicina ainda não tinha avançado tanto. Show!!

    1. Oi, Lilian. Depende do formato e quantidade de síndromes que sejam alcançadas. Pode variar de R$2.000,00 a R$4.500,00.
      Acabei de ligar na CliniSul e o ampliado está bem mais barato do que paguei, porque eles mudaram de laboratório. Está saindo a R$2.500,00.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s